Como minimizar os impactos da moda no meio ambiente

Atualizado: 27 de Ago de 2020

Sabemos que a moda gera um impacto enorme, e às vezes negativo, na sociedade e no meio ambiente. Precisamos encontrar novas formas de fazê-las, sem que o custo seja o planeta em que vivemos.

A produção e a forma que cuidamos das nossas roupas depois que as compramos usa uma quantidade enorme de água, energia, produtos químicos e gera muito resíduo. "Ao longo de 12 anos de ações no mar e nas encostas, já encontramos diversos resíduos de roupas e acessórios em diferentes estágios de decomposição." contou Caio Cabral, fundador da Associação Mar limpo, que promove a conservação dos ambientes costeiros e marinhos no Brasil, criando consciência ambiental.

“Roupas sintéticas liberam microplásticos sempre que são lavadas. Ao chegar na estação de tratamento de esgoto, essa água utilizada na lavagem conduz 40% destes microplásticos até os rios e oceanos.”

A produção têxtil e as confecções produzem poluentes como retalhos, metais, papel e plásticos que, se não forem descartados corretamente, podem gerar enorme poluição. Todo esse material é comumente encontrado nos oceanos. "Roupas sintéticas liberam micro plásticos sempre que são lavadas. Ao chegar na estação de tratamento de esgoto, essa água utilizada na lavagem conduz 40% destes micro plásticos até os rios e oceanos." complementa Cabral.


Os micro plásticos são partículas de plástico milimétricas e altamente perigosas para a natureza e que poluem, principalmente, corpos d'água. Eles são rapidamente consumidos por animais, causando bloqueio gastrointestinal, provocando dificuldades na alimentação e até graves intoxicações em animais como tartarugas, golfinhos e aves.


O Caio nos ajudou a separar algumas dicas pra que você também possa contribuir na redução da nossa pegada ambiental no planeta:

Descarte Correto

Se você não vai mais usar alguma das peças e não conhece ninguém que esteja precisando para doar, separe para o descarte. Só no Brasil, estima-se que são geradas 170 mil toneladas de resíduos têxteis por ano. A decomposição dos tecidos é um processo que pode levar centenas de anos, prejudicando o solo e os lençóis freáticos com a sua contaminação.

E qual o melhor destino? Se você não encontra solução alguma para a sua peça de roupa, o ideal é destiná-la para a reciclagem, no qual sofrerá um processo em que o tecido será transformado em fios, que poderão ser usados como matéria-prima para a fabricação de novos produtos.


Lavar Corretamente

Uma dica para diminuir a quantidade de microfibras de plástico liberadas nas lavagens das suas roupas é usar água em temperatura mais baixa e detergente líquido. O detergente em pó cria mais atrito entre os tecidos durante a lavagem e, portanto, mais fibras são liberadas, enquanto o líquido é mais suave. Quanto menos atrito houver em geral, menos microfibras de plástico no meio ambiente.

Além disso, não sobrecarregue a máquina de lavar pela mesma razão: menos roupas no tambor gera menos atrito.


Consumir Conscientemente


A compra de investimento é o oposto da aquisição barata. Compre uma peça boa, ao invés de três baratas. A ideia é comprar com cuidado e amar por mais tempo.


Compre melhor

Descubra as pessoas reais que fazem suas roupas. Como é a vida delas e onde vivem? Suas condições de trabalho são boas? #QUEMFEZSUASROUPAS?


Vá de artesanal

Que tal procurar peças artesanais únicas? Quando estiver comprando, você pode estar apoiando comunidades em algum lugar do mundo e empoderando as mulheres e pequenos produtores que fizeram sua peça.



Conheça a nossa linha de biquínis biodegradáveis, que tem um processo de decomposição acelerado no solo e tem o apoio da Associação Mar Limpo.



Fonte: How to be a fashion revolution

Fashionrevolution.org


Associação Mar Limpo

@mar_limpo

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo